Preloader images
Preloader icon

Há hábitos que os condutores criam ao longo dos anos que acabam por danificar o bom funcionamento mecânico dos seus automóveis. A caixa de velocidades é um dos exemplos que sofre danos por hábitos incorretos ou uso desapropriado.

1 – Conduzir com a mão apoiada na alavanca de velocidades

Este é um hábito muito comum nos condutores mais experientes. No entanto, além de ser perigoso conduzir apenas com uma mão, o peso que a mão faz na alavanca de velocidades pode prejudicar os componentes do sistema de transmissão. 

2 – Não usar a posição neutra quando está em paragens prolongadas (semáforos ou trânsito)

Quando está parado durante um tempo mais alargado, como é o caso dos semáforos ou trânsito, deve colocar o carro em ponto neutro. Assim não irá forçar a embraiagem e, por consequência, a alavanca de velocidades. 

3 – Dificuldade no ponto de embraiagem

O controlo do ponto de embraiagem não é um processo fácil, principalmente para recém encartados. No entanto, esta é uma dificuldade que pode pôr em causa o bom funcionamento da alavanca de velocidades em carros manuais, devido ao esforço e uso incorreto da embraiagem e alavanca. 

4 – Não fazer as reduções necessárias

As rotações demasiado baixas trazem problemas no motor, na embraiagem e na caixa de velocidades. 

5 – Repousar o pé na embraiagem

Este não é um local de descanso. Ao fazê-lo está a desgastar consecutivamente a embraiagem do seu veículo, o que a longo prazo lhe pode trazer problemas tanto na embraiagem como na caixa de velocidades.

6 – Arrancar em segunda

Este descuido também causa problemas na sua caixa de velocidades, devido ao esforço feito por todo o sistema de motor para efetuar o arranque. 

7 – Colocar a primeira velocidade sem o carro estar parado na totalidade

Esta é uma mudança preparada para arranque, por isso, não deve ser usada noutras situações. Reduzir para primeira é uma mudança muito agressiva, que pode provocar danos no eixo de transmissão.

You may also like